Primeira Canção

O mistério de um não-encontro
tem desolados triunfos:
frases não-ditas,
palavras silenciadas,
olhares que não se cruzaram
nem souberam onde repousar –
só as lágrimas se alegram
por poderem livremente correr.
Um roseiral perto de Moscou
– ai meu Deus! – teve tanto a ver com tudo isso…
E a tudo isso chamaremos 
de amor imortal.

Anna Akhmátova, 1956
Tradução de Lauro Machado Coelho.

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google

Você está comentando utilizando sua conta Google. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s