Bairro novo

Na doçura do cair da tarde
vou passando
através das ruas do bairro novo.
Este bairro
é quase desconhecido para mim.
Chego a ter a ilusão 
de que habito uma cidade diferente.

O sol bate nas vidraças.

Tudo respira uma alegria suave.

Nas janelas
há meninas debruçadas.
Estão na «idade perigosa»
e sonham.
É tão perigoso sonhar…

Fumo e distraio-me,
uma grande doçura a invadir-me.

Era tão bela a vida
se todos quisessem…

João José Cochofel, In ”Instantes”, 1937

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s